Notícias ao Minuto ⸱ 12d atrás ⸱ Abrir

Faltam criativos no futebol? Antigo craque argentino não é dessa opinião.


Pablo Aimar não acredita que faltam jogadores criativos na atualidade. O treinador da seleção sub-17 da Argentina deixou um alerta de que é preciso não mecanizar o futebol e que os jovens precisam de errar para evoluir.

"Não gosto que digam que não existem jogadores criativos, sobretudo depois de fazerem 800 treinos automatizados. É muito provável que não haja jogadores criativos se tudo for automático e se dissermos a um miúdo de 15 anos que sabe driblar para não o fazer se perder a bola duas ou três vezes. Nessa idade vão perdê-la duas, três, cinco ou 10 vezes. Compreendo a preocupação com o jogo posicional, atacar os espaços. Mas acredito que os treinadores têm de ter em conta essa suposta ou real falta de criatividade. Muitas vezes as defesas são desbloqueadas por um criativo, um drible ou passe que inventa algo diferente quando tudo é monótono", referiu o antigo craque argentino num congresso online com outros treinadores.

O ex-futebolista do Benfica frisou ainda que "é necessário criar ambientes criativos para os jovens".

"O futebol é feito de decisões, de imaginação. Futebol não é xadrez. A torre vai sempre para a frente e para os lados. O cavalo também faz sempre os mesmos movimentos. No futebol não é assim. É preciso deixar que os jovens jogadores errem. Se nessas idades só olhamos para a tática, não podemos esperar jogadores criativos. Temos de deixá-los errar e, principalmente os treinadores da minha idade, entender que são crianças a jogar futebol", acrescentou.