Eco ‚łĪ 6 meses atr√°s ‚łĪ Abrir

No ano passado, os países europeus construíram 2,9 GW de energia produzida a partir do vento, no mar, aumentando para 25 GW a capacidade instalada. A ambição é chegar aos 300 GW até 2050.


A Europa registou, em 2020, um investimento recorde de 26,3 mil milh√Ķes de euros para financiar 7,1 GW de nova capacidade e√≥lica offshore a ser constru√≠da nos pr√≥ximos anos, de acordo com os dados mais recentes da WindEurope, divulgados esta segunda-feira. Reino Unido, Holanda, Alemanha e Fran√ßa foram alguns dos pa√≠ses que receberam luz verde √†s suas decis√Ķes finais de investimento para novos parques e√≥licos offshore de grande dimens√£o.

No ano passado, os pa√≠ses europeus constru√≠ram 2,9 GW de energia produzida a partir do vento, no mar (em linha com as previs√Ķes pr√©-pandemia de Covid-19), aumentando para 25 GW a capacidade instalada total do continente. A ambi√ß√£o √© chegar aos 300 GW at√© 2050.

Outra tend√™ncia a registar √© que a tecnologia e√≥lica offshore continua a evoluir: o tamanho m√©dio das turbinas instaladas no ano passado foi de mais de 8 MW. ‚Äú2020 viu grandes pedidos para a turbina GE Haliade-X de 13 MW da GE. E a Siemens Gamesa anunciou uma nova turbina de 14 MW. Novos parques e√≥licos offshore agora oferecem fatores de capacidade superiores a 50%‚ÄĚ, refere a WindEurope, em comunicado.

‚Äú26 mil milh√Ķes em novos investimentos em 2020 √© um grande voto de confian√ßa na energia e√≥lica offshore. Os investidores veem que a energia e√≥lica offshore √© barata, confi√°vel e resiliente ‚ÄĒ e que os governos querem mais. E esses investimentos criar√£o empregos e crescimento. Cada nova turbina e√≥lica offshoregera 15 milh√Ķes de euros de atividade econ√≥mica. Esperamos que as 77.000 pessoas que hoje trabalham na energia e√≥lica offshore na Europa sejam 200.000 at√© 2030‚ÄĚ, disse Giles Dickson, CEO da WindEurope, em comunicado.

No total, nove novos parques eólicos offshore entraram em operação em cinco países em 2020. A Holanda ligou à rede 1.493 MW e concluiu o desenvolvimento da Zona do Parque Eólico Borssele. A Bélgica aumentou a sua capacidade em 706 MW, o Reino Unido em 483 MW e a Alemanha em 219 MW. Portugal concluiu a instalação do parque eólico offshore Windfloat Atlantic, ao largo de Viana do Castelo, cofinanciada pelo programa NER300 da UE.

‚ÄúEstas novas centrais mostram a resili√™ncia da ind√ļstria e√≥lica offshore‚ÄĚ, sublinhou Giles Dickson.

Neste momento a Europa tem 116 parques e√≥licos offshore em 12 pa√≠ses, sendo que 40% da capacidade est√° no Reino Unido. Fran√ßa vai ter parques e√≥licos offshore at√© 2023, ap√≥s as decis√Ķes finais de investimento em 1 GW, al√©m de cinco parques flutuantes. A Pol√≥nia quer 28 GW de energia e√≥lica offshore at√© 2050, tendo na calha um acordo com oito pa√≠ses b√°lticos. Espanha e Gr√©cia tamb√©m j√° entraram na corrida. Est√≥nia, Let√≥nia e Litu√Ęnia est√£o a desenvolver projetos.

‚ÄúA energia e√≥lica offshore n√£o diz respeito apenas ao Mar do Norte. Est√° a tornar-se rapidamente um assunto pan-europeu. Mais e mais pa√≠ses est√£o a assumir compromissos. E o r√°pido avan√ßo da energia e√≥lica offshore flutuante ajudar√° na expans√£o no Atl√Ęntico, Mediterr√Ęneo e Mar Negro‚ÄĚ, diz Giles Dickson.

A Estrat√©gia de Energia Renov√°vel Offshore da UE (ORES) que a Comiss√£o Europeia apresentou no ano passado foi tamb√©m um marco em 2020, porque ‚Äúmapeou o quadro regulamentar para a expans√£o do desenvolvimento da energia e√≥lica offshore e definiu uma meta de 300 GW e√≥lica offshore para a UE at√© 2050, 25 vezes mais do que a UE tem hoje‚ÄĚ, diz a WindEurope.

‚Äú√Č excelente que muitos mais pa√≠ses se tenham comprometido com Contracts-for-Difference como o modelo de financiamento para energia e√≥lica offshore. √Č barato para os governos: eles pagam e s√£o reembolsados dependendo dos pre√ßos de mercado. E reduz significativamente os custos de financiamento, o que significa contas mais baixas para os consumidores de energia‚ÄĚ, acrescentou ainda Giles Dickson, apelando a uma ‚Äúestrutura legislativa abrangente para projetos e√≥licos offshore h√≠bridos, planeamento espacial mar√≠timo e procedimentos de autoriza√ß√£o simplificados‚ÄĚ.

Em 2020, foram assinados seis principais Contratos de Compra de Energia (PPAs) de energia e√≥lica offshore em diferentes setores da ind√ļstria e que inclu√≠ram grandes compradores corporativos Nestl√©, Amazon, Deutsche Bahn, Borealis e Ineos.