Jornal I 2mês atrás Abrir

Recorde-se que o Alec Baldwin matou a diretora ao disparar arma de adereço, que não devia estar carregada.


Halyna Hutchins, de 42 anos, morreu, esta quinta-feira, durante as filmagens de ‘Rust’, no Novo México, nos Estados Unidos, depois de o ator Alec Baldwin disparar uma arma de adereço, que não era suposto estar carregada.

A diretora de fotografia, nascida na Ucrânia, vivia em Los Angeles e tinha-se formado no American Film Institute, em 2015. Antes, tinha estudado jornalismo na Universidade Nacional de Kiev e chegou a trabalhar como jornalista de investigação em produções documentais na Europa.

No seu currículo contava já com 49 produções de filmes, televisão e vídeo, tendo trabalhado em filmes como "Archenemy" (2020), "Blindfire" (2020) e "The Mad Hatter" (2021).

Em 2019, Halyna Hutchins foi eleita uma estrela em ascensão pela revista American Cinematographer.

Nas redes sociais, descrevia-se como uma “sonhadora inquieta, viciada em adrenalina e diretora de fotografia” e a sua última publicação fazia referência a ‘Rust’. Halyna mostrava-se a andar de cavalo no Novo México. "Um dos benefícios de gravar um ‘western’ é que podes andar de cavalo na tua folga", escreveu.

Recorde-se que do incidente que matou Halyna resultou ainda um ferido, o realizador Joel Souza, de 48 anos, que já teve alta hospitalar. A diretora chegou a ser levada de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

As investigações continuam.

Relacionados Realizador ferido a tiro em incidente com Alec Baldwin já teve alta hospitalar Alec Baldwin dispara arma em set de filmagens e mata diretora de fotografia

 

 

 

 

View this post on Instagram

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A post shared by Halyna Hutchins (@halynahutchins)