Tek ⸱ 2mês atrás ⸱ Abrir

A Zephyr já começou a ser vendida. A máscara da Razer integra um sistema de ventilação, integra com uma app e tem um sistema de luzes personalizável. 


A máscara futurista da Razer, apresentada na CES no início do ano, converteu-se mesmo em produto comercial e começou a ser vendida esta madrugada. A Zephyr está disponível em dois packs. O kit mais simples inclui uma máscara, uma bolsa, um cabo USB-C para carregamento, spary anti-embaciamento e três conjuntos de filtros N95, que dão para nove dias (cada um dura em média 72 horas). Na versão mais completa, o pacote tem tudo isto, mas os filtros incluídos são 33 que dão para 99 dias. 

A Zephyr pode ser encomendada através do site da empresa e custa 99,99 dólares, na versão mais básica, e 149,9 dólares, na versão mais completa. Na loja online também é possível comprar novos filtros. Um pack com 10 dá para um mês e custa 29,99 dólares. No entanto, todos os pacotes - quer da máscara, quer dos filtros - já esgotaram e neste momento só é possível pedir para ser notificado, quando voltarem a existir unidades disponíveis para venda.  

A máscara da Razer começou por ser um protótipo mas gerou tanto entusiasmo que a marca decidiu transformá-la num produto comercial. Tem um sistema de ventilação integrado, é feita em plástico transparente, para facilitar a comunicação, tem conectividade, uma app e muitas luzes. 

Clique nas imagens para mais detalhes sobre a Zephyr da Razer

Em termos de design, o aspeto faz lembrar o de uma máscara de gás. A banda que fixa a máscara à cabeça é dupla, segundo a empresa, para facilitar o ajuste a qualquer medida de cabeça Esta banda é feita em silicone, o mesmo material usado na membrana que ajusta a máscara à cara. O plástico frontal tem um revestimento para evitar o embaciamento e um sistema ativo de ventilação, que regula a entrada e a qualidade do ar. Este sistema pode ser controlado através de um botão na própria máscara e funciona com apoio de ventoinhas, que podem fazer circular o ar a duas velocidades distintas. 

CES 2021: Razer apresenta uma máscara inteligente capaz de filtrar 95% das particulas Ver artigo

Uma das características anunciadas inicialmente e que acabou por não ser integrada nesta primeira versão comercial do produto, foi o sistema para amplificar a voz do utilizador, com altifalantes e microfone. Segundo a empresa, a funcionalidade desapareceu para tornar a máscara mais leve e para poder aumentar o tamanho das zonas de entrada de ar. 

Em termos de certificações sanitárias, a Zephyr não tem nenhuma e já confirmou que a máscara não foi testada contra a Covid-19, nem pretende competir com estes produtos certificados, embora diga que é uma máscara segura para usar no dia-a-dia em ambiente social. No entanto, os filtros N95 integrados são 99% eficientes na filtragem de bactérias.

A Razer é sobretudo conhecida pelos periféricos de gaming. Comercializar uma máscara é uma estreia, que ainda assim permite integrar alguns ingredientes habituais nos produtos da marca, como um sistema de iluminação personalizável - Chroma RGB, que oferece 16,8 milhões de cores e diversos efeitos especiais.

A Zephyr tem ainda suporte para Bluetooth e uma app, a partir da qual é possível controlar o sistema de iluminação. A máscara tem também uma bateria interna com uma autonomia máxima de oito horas.  

Multimédia ⸱ Razer ⸱ coronavírus ⸱ COVID-19 ⸱ máscara ⸱ Zephyr