Not√≠cias ao Minuto ‚łĪ 2m√™s atr√°s ‚łĪ Abrir

Um elefante pisou at√© √† morte um¬†ca√ßador furtivo no Parque Nacional Kruger, na √Āfrica do Sul, cujo corpo foi descoberto na quinta-feira numa opera√ß√£o para impedir a ca√ßa no parque, comunicou hoje¬†o porta-voz do parque.


O ca√ßador furtivo n√£o teve tempo para ferir os elefantes do parque, que fica na zona nordeste da √Āfrica do Sul, porque um dos mam√≠feros pisou-o, explicou o porta-voz do parque Isaac Phaahla, citado pela ag√™ncia France-Presse.

Outros caçadores que o acompanhavam conseguiram fugir, disse a mesma fonte.

O elefante não danificou o telefone da vítima, permitindo que os guardas-florestais o entregassem à polícia para ajudar a localizar outros caçadores.

O ano passado, os le√Ķes tamb√©m atacaram um ca√ßador¬†no parque Kruger. Os c√ļmplices da v√≠tima ligaram para um n√ļmero de emerg√™ncia para o denunciar como desaparecido. Os le√Ķes deixaram apenas a cabe√ßa do ca√ßador, que foi encontrada tr√™s dias depois do incidente.¬†

O Parque Nacional Kruger é assolado pela caça furtiva, particularmente de rinocerontes.

A organiza√ß√£o n√£o-governamental World Wildlife Fund (WWF), que atua nas √°reas da conserva√ß√£o, investiga√ß√£o e recupera√ß√£o ambiental, manifestou recentemente a preocupa√ß√£o¬†de que a popula√ß√£o de rinocerontes no parque diminuiu "quase 70%" durante a √ļltima d√©cada, para 4.000 rinocerontes.

Atrav√©s das¬†novas tecnologias e do aumento das patrulhas para prenderem os suspeitos antes dos crimes, o parque conseguiu reduzir o n√ļmero de animais mortos nos √ļltimos dois anos. As restri√ß√Ķes de viagens¬†devido¬†√†¬†covid-19 tamb√©m diminu√≠ram os n√ļmeros de ataques no local.¬†

O n√ļmero de animais ca√ßados¬†diminuiu 37% em rela√ß√£o ao ano passado, de acordo com o parque.

Leia Também: Elefante mata visitante no Parque Nacional de Mana Pools do Zimbabué

Artigos relacionados