Tek ⸱ 5 meses atrás ⸱ Abrir

A RealFevr diz que os packs disponíveis publicamente com NFTs exclusivos com os melhores momentos do futebol foram vendidos em cerca de 24 horas, gerando uma receita de 1,5 milhões de dólares.


Nos últimos meses, a febre em torno dos NFTs tornou-se um negócio milionário, com a procura de conteúdos digitais exclusivos que podem valor milhares ou milhões de euros. A startup portuguesa RealFevr, parceira oficial de fantasy da Liga Portugal e Federação Portuguesa de Futebol, amealhou 1,5 milhões de dólares com a venda de NFTs exclusivos inspirados pelos melhores momentos das várias estrelas do futebol mundial.

A empresa diz que os packs foram disponibilizados ao público no dia 12 de agosto e bastou pouco mais de 24 horas para esgotar a oferta dos quase 75 mil elementos. A própria RealFevr demonstrou-se impressionada com os resultados deste primeiro “packs drop”. Em apenas um minuto esgotaram-se os cerca de 5.000 Super Rare Packs disponibilizados; e em quatro minutos esgotou os 15 mil Rare Packs, com um valor gerado de um milhão de dólares. Em 27 horas foram vendidos os restantes 55 mil Basic Packs.

Mas no que consiste estes “drops”? Um dos destaques foi o médio português Bruno Fernandes, jogador do Manchester United, que teve um Unique NFT. O momento gravado no item não fungível foi o golo marcado ao Portimonense, ainda ao serviço do Sporting CP, através de um pontapé fora da área, durante a época 2017/18. Está previsto num dos próximos drops Unique o primeiro golo oficial de Cristiano Ronaldo, ainda como jogador do Sporting.

O CEO da RealFevr, Fred Antunes, salienta o momento em alta da empresa, referindo que “é a prova evidente que as empresas portuguesas conseguem competir internacionalmente ao mais alto nível e com resultados absolutamente únicos”. A empresa destaca ainda os resultados impressionantes da sua criptomoeda, a $FEVR, nos seus primeiros meses de lançamento, que ajudaram a impulsionar a venda dos seus NFTs.

Jorge Mendes cria coleção de ativos NFT de 10 jogadores de futebol e espera ganhar mais de 30 milhões de dólares Ver artigo

A empresa refere que o token foi lançado no dia 8 de julho na Polkastarter, considerado um dos maiores “launchpads” do mundo. No lançamento inicial, a criptomoeda teve um preço público de 0,0006 dólares, sendo que atualmente vale 0,01 dólares, num crescimento de 15 vezes. A startup considera que este crescimento representa um retorno de investimento bastante alto para os seus investidores que entraram no projeto na sua fase embrionária. Neste momento, a sua capitalização de mercado é superior a 20 milhões de dólares, e a empresa diz que em comparação a outros projetos ligados à criptomoeda lançados neste verão, esta é a segunda que mais retorno deu aos seus investidores.