Tek ‚łĪ 12d atr√°s ‚łĪ Abrir

O modelo deve entrar em produção na segunda metade de 2023 e a promessa é que seja barato, seguro e confortável. 


A Uber e a startup brit√Ęnica Arrival est√£o a trabalhar em conjunto na cria√ß√£o de um carro el√©trico, desenhado especificamente a pensar no transporte urbano de passageiros.¬†

Se tudo correr bem, o carro come√ßa a ser produzido no terceiro trimestre de 2023 e n√£o ser√° um exclusivo da Uber. O objetivo √© que venha a ser usado por motoristas de diferentes servi√ßos de transporte de passageiros, explicou j√° a Arrival, estimando um mercado potencial de 30 milh√Ķes de condutores.¬†

As empresas revelaram entretanto algumas imagens conceptuais do novo ve√≠culo, explicando que ter√° um sistema para reclinar o banco do pendura e aumentar o espa√ßo dos passageiros, ou o banco do condutor que tem um design ergon√īmico, pensado para tornar as muitas horas passadas ao volante mais confort√°veis.¬†

O assento junto às portas traseiras foi desenhado para facilitar entradas e saídas do veículo e em cada porta há divisórias iluminadas. A segurança será uma prioridade no design, garante a Arrival, e o condutor contará com o apoio de um painel de instrumentos, integrado no monitor ao lado do volante, numa configuração idêntica à dos veículos Tesla. 

Estas op√ß√Ķes de design do novo carro para j√° n√£o passam disso mesmo, a f√≥rmula final do modelo s√≥ ser√° conhecida mais para o final do ano e contar√° com a opini√£o de motoristas da Uber, que a empresa quer envolver nesta fase do processo.¬†

Os ve√≠culos el√©tricos podem ser uma solu√ß√£o de sucesso no futuro do transporte urbano de passageiros, porque t√™m custos de manuten√ß√£o mais reduzidos que os de um carro convencional e podem circular em qualquer local, tendo em conta que muitas cidades j√° criaram zonas neutras em emiss√Ķes de carbono e muitas outras tendem a criar. No entanto, ainda s√£o mais caros que as op√ß√Ķes ‚Äútradicionais‚ÄĚ.¬†

A Arrival acredita que pode alterar essa condicionante, produzindo ve√≠culos em ‚Äúmicro f√°bricas‚ÄĚ, unidades altamente automatizadas e com uma reduzida pegada ambiental, um conceito que ainda √© preciso provar que funciona. As primeiras tr√™s micro-f√°bricas da empresa est√£o em fase de lan√ßamento nos EUA e Reino Unido. V√£o tamb√©m produzir carrinhas de entregas para a UPS e autocarros.¬†¬†

A colaboração da Uber no projeto é importante, já que a empresa tem planos para até 2030 trabalhar apenas com motoristas de veículos elétricos na Europa e nos Estados Unidos. Esta é aliás uma área onde a Uber tem investido, colocando capital em projetos de terceiros ou em projetos próprios, que entretanto repensou.

A empresa anunciou no final do ano a venda da sua unidade de veículos autónomos, ao grupo Aurora Innovations, depois de várias polémicas com o projeto que nasceu para criar um sistema capaz de substituir os motoristas humanos da empresa por sistemas de condução autónomos.