Tek ⸱ 12d atrás ⸱ Abrir

De acordo com a Apple, as vulnerabilidades poderiam levar à execução de código malicioso nos dispositivos cujo sistema operativo estivesse atualizado. A empresa sublinha que os utilizadores devem atualizar o sistema operativo dos seus equipamentos para as versões 14.5.1 do iOS e iPadOS, 7.4.1 do WatchOS e 11.3.1 do MacOS o mais depressa possível.


Uma semana depois de ter apresentado as mais recentes versões dos sistemas operativos do iPhone, iPad, Apple Watch e computadores Mac, a Apple lança nova uma versão destinada a corrigir duas vulnerabilidades zero-day que podem estar a ser exploradas ativamente por cibercriminosos.

As falhas de segurança relacionam-se com o Webkit, um motor de processamento de conteúdo online usado no Safari, o browser da Apple, e em múltiplas aplicações e programas que funcionam nos sistemas operativos da gigante de Cupertino. De acordo com a empresa, as vulnerabilidades poderiam levar à execução de código malicioso nos dispositivos cujo sistema operativo estivesse atualizado.

Para já, a empresa não disponibiliza mais detalhes sobre quem poderá estar a explorar as vulnerabilidades, indicando apenas que os utilizadores devem atualizar o sistema operativo dos seus equipamentos para as versões 14.5.1 do iOS e iPadOS, 7.4.1 do WatchOS e 11.3.1 do MacOS.

Recorde-se que entre as novidades dos sistemas operativos da Apple destaca-se a chegada da muito antecipada funcionalidade App Tracking Transparency ao iOS. Através dela, os utilizadores têm a possibilidade de escolherem se as aplicações que instalam podem recolher os seus dados e enviá-los para terceiros para, por exemplo, fins de publicidade direcionada. As apps podem pedir permissão aos utilizadores e, na secção de definições, será possível alterar o tipo de informação recolhida.

Mais privacidade e desbloqueio do Face ID com máscara: Conheça as novidades que chegam ao iOS 14.5 Ver artigo

Há também uma nova forma de desbloquear o sistema Face ID, mesmo que o utilizador esteja a usar uma máscara de proteção. Porém, a funcionalidade requer um Apple Watch para funcionar. O relógio inteligente emitirá feedback háptico, permitindo desbloquear o iPhone.

Além de ganhar novas vozes na sua versão inglesa, a Siri tem agora mais capacidades de suporte para videochamadas de grupo através do FaceTime, de chamadas de emergência e passa a notificar o utilizador para as chamadas que recebe através dos AirPods ou auscultadores Beats compatíveis.

A mais recente versão do sistema operativo do iPhone conta com suporte às recém-lançadas AirTags, uma "makeover" da aplicação Apple Podcasts e, para os fãs de emojis, o novas figurinhas para dar mais graça às conversas.

Clique na galeria para saber quais os iPhones que são compatíveis com a nova versão do iOS

iOS ⸱ iPadOS ⸱ zero-day ⸱ vulnerabilidades ⸱ macOS ⸱ watchOS ⸱ cibersegurança ⸱ atualização ⸱ apple ⸱ ios 14.5