Not√≠cias ao Minuto ‚łĪ 2m√™s atr√°s ‚łĪ Abrir

A China vai aumentar a produção de carvão em quase 6%, para lidar com a escassez de energia, já depois de o país ter atingido recentemente o recorde diário de produção, disseram hoje as autoridades.


Em comunicado, a Comiss√£o Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR), o √≥rg√£o m√°ximo de planifica√ß√£o econ√≥mica do pa√≠s, disse que 153 minas foram autorizadas, desde o m√™s passado, a aumentar a sua capacidade de produ√ß√£o em 220 milh√Ķes de toneladas por ano.

Trata-se de um aumento de 5,7%, face √† produ√ß√£o total da China no ano passado (3,84 mil milh√Ķes de toneladas).

As medidas foram tomadas visando "garantir o abastecimento de carvão, durante o inverno e na próxima primavera", explicou a agência de planeamento.

S√≥ no trimestre atual, a produ√ß√£o das minas deve aumentar em 50 milh√Ķes de toneladas, apontou a mesma fonte.

O Presidente chin√™s, Xi Jinping, prometeu que o seu pa√≠s vai come√ßar a reduzir as emiss√Ķes poluentes antes de 2030. A CNDR apontou que a produ√ß√£o di√°ria de carv√£o atingiu "recentemente" um recorde de 11,5 milh√Ķes de toneladas.

O carvão, fonte de energia particularmente poluente, fornece cerca de 60% da produção de eletricidade chinesa.

Nas √ļltimas semanas, o pa√≠s asi√°tico enfrentou cortes de energia, que interromperam a produ√ß√£o industrial em v√°rias regi√Ķes.

Entre as raz√Ķes apontadas para esses cortes est√£o a recupera√ß√£o econ√≥mica global, que pressiona as f√°bricas a aumentar a produ√ß√£o, os limites da produ√ß√£o de carv√£o impostos pelos objetivos para o clima e a exist√™ncia de um pre√ßo regulado da eletricidade.

O Governo chinês anunciou recentemente uma desregulação parcial dos preços da eletricidade vendida aos fabricantes.

Xi prometeu em meados de setembro também que o seu país não vai construir novas centrais a carvão no exterior.

A China é o maior produtor mundial de carvão e o país que mais emite gases poluentes.

Leia Tamb√©m: √Ārbitro est√≥nio na visita do Sporting de Braga ao Ludogorets