Público ⸱ 27d atrás ⸱ Abrir

O elevado consumo per capita e a escolha recorrente sobre um lote restrito de espécies (apesar da diversidade que diariamente chega aos portos nacionais) pintam um cenário negro: por uma questão de sustentabilidade, é importante alterar os padrões de consumo de pescado dos portugueses. Entidades oficiais, cientistas e ONG ajudam a traçar um caminho possível.


Ler a notícia no jornal