Notícias ao Minuto ⸱ 1m atrás ⸱ Abrir

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19.


Faz amanhã um ano que foram anunciados os dois primeiros casos relacionados com a pandemia de Covid-19 em Portugal. Entre confinamentos e desconfinamentos, Portugal já sofreu três vagas de Covid-19, a pior em janeiro deste ano, e conta, até ao momento, com 16.317 vítimas mortais e 804.562 de contágios, desde o início da epidemia.

A propósito da data, a ministra da Saúde, em entrevista à Lusa, assumiu todas as responsabilidades pelas decisões que no Natal possam ter sido tomadas incorretamente, ainda que não seja possível ter uma perceção exata do que levou ao aumento dos casos em janeiro.

Num momento em que já foram administradas mais de 861 mil vacinas contra o novo vírus no país, Marta Temido anunciou ainda que o Governo vai comprar mais 38 milhões de vacinas, "muito mais" do que as necessárias, permitindo Portugal apoiar outros países.

No plano internacional, os ministros da Saúde da União Europeia (UE) reúnem-se hoje, sob presidência portuguesa, para discutir as novas variantes do coronavírus, uma nova abordagem à testagem e os processos de vacinação nos 27 Estados-membros.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

11h41 - Vendas no comércio a retalho caem 10,9% em janeiro. As vendas no comércio a retalho caíram 10,9% em janeiro em termos homólogos, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). De acordo com o INE, o índice de volume de negócios no comércio a retalho passou de uma queda homóloga de 4,2% em dezembro para uma descida 10,9% em janeiro, taxa inferior em 6,7 pontos percentuais à observada no mês anterior.

11h39 - Bruxelas propõe livre-trânsito digital para vacinados e recuperados. A Comissão Europeia vai apresentar este mês uma proposta legislativa para criar um livre-trânsito digital que permita retomar as viagens em altura de pandemia de Covid-19, comprovando a vacinação ou a recuperação dos cidadãos.

11h29 - Governo de Macau apela à vacinação da população. O Governo de Macau voltou a apelar hoje aos residentes que se vacinem contra a Covid-19, depois de pouco mais de 34 mil pessoas se terem inscrito no programa voluntário de vacinação do território.

11h21 - Cabeleireiros e barbeiros reabrem na Alemanha. Após mais de dois meses de portas fechadas, os cabeleireiros e barbeiros reabriram, esta segunda-feira, na Alemanha. O regresso destes espaços surge na sequência de um alívio gradual das restrições no país decretado pelo Governo de Angela Merkel.

Reabertura de cabeleireiro em Dortmund, na Alemanha. © Reuters

11h16 - Milhares de crianças regressam à escola na Irlanda. Na República da Irlanda cerca de 340 mil crianças do ensino primário voltaram, esta segunda-feira, às salas de aulas. As escolas estavam encerradas no país desde dezembro do ano passado. O regresso ao ensino presencial na Irlanda está a ser realizado de forma gradual, sendo que mais alunos voltarão às escolas entre 15 de março e a Páscoa.

11h06 - Presidente do Gana foi primeiro a ser vacinado através do sistema Covax. O Presidente do Gana, Nana Akufo-Addo, tornou-se hoje a primeira pessoa no mundo a receber uma vacina contra a Covid-19 financiada pela Covax, o dispositivo que visa proporcionar o acesso a estas vacinas em países de baixos rendimentos.

10h48 - Prorrogada até 16 de março interdição de desembarque de cruzeiros. A interdição do desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro nos portos nacionais foi prolongada, pela 16.ª vez desde maio, até dia 16 de março, segundo despacho hoje publicado.

10h36 - Infecciologista do Santo António alerta para "perigo" das variantes. O diretor de serviço de infecciologia do Hospital de Santo António, no Porto, alertou hoje para o "perigo" que constituem as variantes já detetadas do novo coronavírus, considerando que "ainda é cedo" para abrandar as medidas de confinamento.

"Francamente, gostaria que se abrissem as escolas, mas acho que é cedo (...). Já morreu gente a mais. Foram 16.000 pessoas que morreram por causa da covid-19 [16.317 à data de domingo] e vão morrer mais. Acho que é cedo. Desejo que lá para maio se possa voltar a uma situação melhor. Abrandar tudo só porque as coisas abrandaram um bocadinho não me parece bem", referiu Rui Sarmento e Castro.

10h08 - "Ficar em casa é proteger a sua saúde, é salvar vidas!". O Serviço Nacional de Saúde (SNS) lembrou, esta manhã, que o esforço dos portugueses "tem sido essencial no combate" à Covid-19, num momento em que se verifica um desagravamento da pandemia no país. Numa mensagem divulgada nas redes sociais, o SNS voltou a apelar para que os cidadãos permaneçam em casa.

10h05 - Portugal quer imunização dos europeus "o mais rapidamente possível". A ministra da Saúde, Marta Temido, garantiu hoje que a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia irá trabalhar para alcançar o objetivo de imunização dos cidadãos europeus contra a Covid-19 "o mais rapidamente possível".

9h42 - África regista 103.712 mortos e quase 3,9 milhões de infetados. África regista hoje um total de 103.712 mortes devido à Covid-19 e 3.897.390 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo os dados mais recentes oficiais da pandemia no continente.

9h39 - Parlamento timorense autoriza Presidente a renovar Estado de Emergência. O Parlamento Nacional timorense aprovou hoje por ampla maioria, de 53 votos a favor e 12 abstenções a autorização ao Presidente da República, Francisco Guterres Lú-Olo, para renovar por mais 30 dias o Estado de Emergência devido à Covid-19.

9h27 - Afinal, quais são as moratórias que acabam já este mês? O fim das moratórias foi inicialmente apontado para março, mas no ano passado o Governo decidiu prolongar a vigência deste regime, o que significa que a moratória pública continua em vigor até setembro de 2021. Este mês acabam, porém, as moratórias privadas para as famílias que adiaram as prestações da casa. Saiba tudo aqui.

9h18 - Zoo de Santo Inácio ajuda animais a ultrapassar ausência de visitantes. Sem os habituais estímulos visuais e auditivos dos visitantes, os animais do Zoo de Santo Inácio, em Vila Nova de Gaia, tiveram "mudanças de comportamento", estando a equipa a reforçar algumas atividades para colmatar essa ausência.

8h42 - Termina hoje a consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência. Termina esta segunda-feira, dia 1 de março, o prazo de consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal, para acesso às verbas comunitárias pós-crise da Covid-19. O PRR prevê 36 reformas e 77 investimentos nas áreas sociais, clima e digitalização, num total de 13,9 mil milhões de euros em subvenções.

8h28 - Rússia reporta mais 333 mortos e 11.571 novos casos. De acordo com as autoridades russas, nas últimas 24, o país registou mais 333 óbitos e 11.571 novos contágios de Covid-19. Com esta atualização, a Rússia passa a contabilizar, desde o início da pandemia, 86.455 vítimas mortais e 4,257.650 infetados pelo novo coronavírus.

8h15 - Lisboa garante táxis gratuitos para vacinação. A Câmara Municipal de Lisboa vai assegurar, a partir de hoje, o transporte de táxi para os locais de vacinação contra a Covid-19 "aos munícipes que vivem em Lisboa com mais de 80 anos ou mais de 50 anos e dificuldades de mobilidade ou deslocação".

Para usufruir deste serviço, após ser convocado para receber a vacina, basta ligar para o 218 172 021 e solicitar "o transporte por táxi até ao centro de vacinação". A viagem de regresso ao domicílio também é suportada pela autarquia.

7h54 - Governo quer aumentar consultas externas e cirurgias programadas. O Ministério da Saúde pretende aumentar este ano as consultas externas hospitalares em 9,5% e as cirurgias programadas em 22%, através do mecanismo de incentivos à recuperação da atividade assistencial, avançou a ministra Marta Temido.

7h48 - Os principais sintomas que afetam os jovens. De acordo com um novo estudo, os sintomas mais comuns, como uma nova tosse seca persistente - não foram encontrados em pacientes mais jovens que tinham contraído o vírus. Ao invés, detetaram que os indivíduos dessas faixas etárias etárias estão mais propensos a sofrer de dores de cabeça após contraírem o SARS-CoV-2.

7h45 - Nunca faltaram meios financeiros ao SNS, garante ministra. A ministra da Saúde admite que o Governo "podia sempre ter feito mais" quanto à execução orçamental e aos recursos humanos, mas lembra os incentivos criados para os médicos e sublinha que nunca faltaram meios financeiros ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

"Não faltaram meios financeiros ao SNS em 2020, em nenhum momento do ano. Em nenhum momento do ano 2020 houve regatear de meios financeiros. Nem em 2020, nem daquilo que já vamos em 2021", sublinhou.

7h41 - Alemanha regista mais 4.732 infetados e 60 mortos. Alemanha contabiliza, esta segunda-feira, mais 4.732 casos de infeção por Covid-19 e 60 vítimas mortais da doença, em 24 horas. Em termos acumulados, o Instituto Robert Koch indica que o país germânico tem um total de 2.447.068 infetados e 70.105 mortos desde que a pandemia teve início.

7h35 - Marcelo destaca e agradece papel de profissionais dos cuidados intensivos. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, destacou e agradeceu o papel dos profissionais de saúde que estão nos cuidados intensivos, pelo seu papel no combate à pandemia, que considerou uma "saga nacional".

"Queria, em primeiro lugar, louvar a capacidade transformadora operada pelos profissionais da saúde. Mais de uma vez tenho falado de verdadeiros heróis e, dentro dos heróis, os intensivistas são heróis particularmente qualificados e particularmente experimentados, porque têm apoiado aquilo que é uma saga nacional", afirmou o chefe de Estado, num vídeo publicado no 'site' da Presidência.

7h31 - Governo reforça compra de vacinas da gripe este ano. Também em entrevista à agência Lusa, Marta Temido explicou que Portugal tinha adesões "historicamente muito baixas" à vacinação contra a gripe sazonal, dando como exemplo os profissionais de saúde.

"Este ano tivemos uma adesão de 65% e, portanto, isso naturalmente vai ser considerado para as estimativas de quantidades [adquirir] em 2021", explicou a governante, acrescentando: "Aquilo que estamos a prever é um reforço das quantidades".

7h26 - China soma 19 novos casos, todos oriundos do exterior. A Comissão de Saúde da China anunciou hoje que foram diagnosticados 19 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, todos oriundos do exterior.

7h21 - Desempregados do setor da construção em Macau exigem respostas das autoridades. Desempregados de Macau ligados ao setor da construção concentraram-se hoje junto à Direção dos Serviços dos Assuntos Laborais (DSAL) para exigirem apoio urgente das autoridades.

7h17 - México com 458 mortes nas últimas 24 horas. O México registou 458 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, acumulando agora 185.715 óbitos desde o início da pandemia, informaram as autoridades mexicanas. No mesmo período, foram diagnosticados 2.810 novos casos, fazendo subir para 2.086.938 o total de infeções desde o início da pandemia.

7h15 - Governo cria incentivos para recuperar atividade nos centros de saúde. A atividade adicional nos centros de saúde vai ter incentivos financeiros, à semelhança do que aconteceu para recuperar a atividade hospitalar, anunciou a ministra da Saúde.

"Entendemos que era preciso fazer o mesmo ao nível dos cuidados de saúde primários e o Orçamento do Estado para 2021 tem uma norma que abrange esta área, foi regulamentada e irá entrar em vigor no próximo mês", disse Marta Temido em entrevista à agência Lusa

7h11 - Índia com 106 mortos e 15.510 novos casos. A Índia registou 106 mortes por Covid-19 e 15.510 casos nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano. O país reduziu a progressão da doença nos últimos meses, depois de atingir o valor mais alto de infeções em meados de setembro de 2020, com 97.894 contágios num só dia.

7h07 - Temido e Graça deixaram de aparecer juntas devido a "farpas e varapaus". A ministra da Saúde explicou que deixou de aparecer ao lado da diretora-geral da Saúde porque receberam "tantas farpas e varapaus" por estarem sempre juntas que decidiram comunicar separadamente para "não cansar mais os portugueses".

7h03 - Vacinação arranca nas Filipinas. A campanha de vacinação contra a Covid-19 arrancou hoje nas Filipinas, um dos países mais afetados pela pandemia no sudeste da Ásia, apesar das dificuldades de fornecimento.

Início de vacinação, no centro Lung, em Quezon, nas Filipinas.© Reuters

7h02 - Índia disponível para apoiar Angola no acesso às vacinas. A embaixadora da Índia em Angola, Pratibha Parkar, revelou que o executivo indiano está disponível para apoiar países africanos no acesso à vacina contra a Covid-19, estando a analisar uma solicitação de Angola neste âmbito.

07h00 - Bom dia, começamos hoje um novo registo. Pode rever as anteriores atualizações aqui.

Leia Também: AO MINUTO: 862 mil pessoas vacinadas em Portugal; 20 mil casos em França

Mundo ⸱ Covid-19