Sapo 24 ‚łĪ 12d atr√°s ‚łĪ Abrir

Mais de 9.000 pessoas que chegaram √†s fronteiras portuguesas desde 1 de abril ficaram de quarentena por serem provenientes do Reino Unido, Brasil, √Āfrica do Sul e pa√≠ses com 500 casos de covid-19 por 100 mil habitantes.


Num comunicado hoje divulgado após a reunião da Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência, o Ministério da Administração Interna (MAI) faz um balanço do controlo feito nas fronteiras aéreas e terrestes portuguesas para conter a pandemia de covid-19.

Desde 1 de abril que as pessoas provenientes do Reino Unido, Brasil, √Āfrica do Sul ou pa√≠ses com 500 casos de covid-19 por 100 mil habitantes, como Fran√ßa ou It√°lia, e que cheguem √†s fronteiras portuguesas s√£o obrigadas a cumprir um per√≠odo de isolamento profil√°tico de 14 dias.

Segundo o MAI, nos aeroportos e fronteiras terrestres com Espanha chegaram, a partir de 01 de abril, 9.106 pessoas provenientes de Brasil, Reino Unido, √Āfrica do Sul e de pa√≠ses com 500 ou mais casos por 100 mil habitantes, e que preencheram o formul√°rio dispon√≠vel em travel.sef.pt para declara√ß√£o do endere√ßo para isolamento profil√°tico.

Na lista destes pa√≠ses constam a Bulg√°ria, Rep√ļblica Checa, Chipre, Eslov√©nia, Est√≥nia, Fran√ßa, Hungria, It√°lia, Malta, Pol√≥nia e Su√©cia.

Esta medida j√° era obrigat√≥ria para os passageiros que chegassem a Portugal pelas fronteiras √°reas provenientes do Reino Unido, Brasil e √Āfrica do Sul.

Segundo o MAI, nos aeroportos, entre 7 e 31 de mar√ßo, o Servi√ßo de Estrangeiros e Fronteiras comunicou √†s autoridades de sa√ļde que tinham chegado a Portugal 2.853 pessoas provenientes do Brasil e 1.116 do Reino Unido.

Da √Āfrica do Sul, entre 20 e 31 de mar√ßo, chegaram 117 pessoas provenientes da √Āfrica do Sul.

No comunicado, o MAI refere tamb√©m que no √Ęmbito das regras estabelecidas para os voos, em fun√ß√£o da situa√ß√£o epidemiol√≥gica nos pa√≠ses de origem, o SEF controlou, nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro, 193.220 passageiros (2.967 voos) provenientes de pa√≠ses da Uni√£o Europeia e do Espa√ßo Schengen, 1.340 dos quais n√£o apresentavam comprovativo de realiza√ß√£o de teste para despiste da infe√ß√£o por SARS-CoV2.

O Ministério tutelado por Eduardo Cabrita indica, igualmente, que chegaram aos aeroportos 43.926 passageiros (506 voos) provenientes de países terceiro, 179 dos quais não apresentavam comprovativo de realização de teste para despiste da infeção por SARS-CoV2.

Os passageiros que chegam a Portugal sem o teste de diagn√≥stico t√™m de o realizar no interior do aeroporto com profissionais de sa√ļde e t√™m de aguardar o resultado no pr√≥prio aeroporto.

O MAI avan√ßa ainda que no √Ęmbito da reposi√ß√£o tempor√°ria do controlo de pessoas nas fronteiras com Espanha, o SEF e a Guarda Nacional Republicana controlaram, entre os 31 de janeiro e 6 de abril, um total de 820.510 cidad√£os e 712.711 viaturas nos pontos de passagem autorizados (PPA).

Destes 820.510 cidad√£os, 6.475 foram impedidos de circular pelos pontos de passagem autorizados.

A Estrutura de Monitoriza√ß√£o do Estado de Emerg√™ncia faz o acompanhamento e produz informa√ß√£o regular sobre as medidas em vigor no territ√≥rio do continente e no √Ęmbito da pandemia, tendo reunido na quarta-feira pela 24.¬™ vez desde mar√ßo de 2020.

Nesta reunião, por videoconferência, participaram os secretários de Estado das várias áreas governativas e de coordenação regional, além dos responsáveis pela GNR, PSP, SEF, Autoridade de Segurança Alimentar e Economia (ASAE), Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e das Forças Armadas.