Notícias ao Minuto ⸱ 2mês atrás ⸱ Abrir

O protesto tem como alvo não só o mais recente especial de comédia de Dave Chappelle como ainda o co-CEO da empresa, Ted Sarandos.


Um grupo de trabalhadores trans da Netflix está a planear uma manifestação onde pretende protestar contra as declarações do co-CEO da empresa, Ted Sarandos, a propósito do mais recente especial de comédia de Dave Chappelle, ‘The Closer’.

A manifestação está marcada para o dia 20 de outubro e surge como uma reação ao especial de Chappelle, com a Netflix a afirmar no dia 8 de outubro que não o removeria do seu alinhamento.

Recordar que este novo especial de comédia do comediante norte-americana continha algumas críticas e piadas dirigidas à comunidade LGBTQIA+. Desde que foi lançado no dia 5 de outubro, ‘The Closer’ tem sido alvo de múltiplas críticas da comunidade LGBTQIA+, com os trabalhadores trans da Netflix a estarem decididos a sair à rua em protesto.

“As vidas das pessoas trans importam. Os direitos das pessoas trans importam. E como organização, a Netflix continua a falhar em mostrar preocupação pela nossa missão de Entreter o Mundo ao lançar de forma repetida conteúdo que coloca em risco a comunidade trans e falhas em criar conteúdo que represente e promova o conteúdo trans. Podemos e conseguimos fazer melhor", pode ler-se no comunicado do grupo que está a planear a manifestação.

Leia Também: UNESCO e Netflix associam-se para descobrir novos cineastas africanos

Tech ⸱ Netflix