Sol ‚łĪ 1m atr√°s ‚łĪ Abrir

Portugal vai manter 200 mil vacinas da AstraZeneca em armazém. Por cá registaram-se dois casos de tromboembolismo, mas "distintos dos que motivaram" esta suspensão. 


Rui Santos Ivo, presidente do Infarmed, confirmou, esta segunda-feira, que o Infarmed e a Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde (DGS) decidiram¬†suspender temporariamente a vacina√ß√£o contra a covid-19 com o f√°rmaco da AstraZeneca. A not√≠cia j√° tinha sido avan√ßada esta tarde pelo jornal i.¬†

Segundo o respons√°vel, a decis√£o teve¬†por base o princ√≠pio da "precau√ß√£o em sa√ļde p√ļblica"¬†e¬†surge ap√≥s casos de "rea√ß√Ķes adversas reportadas em v√°rios pa√≠ses europeus". Rui Santos Ivo explicou ainda que, at√© agora, n√£o foi feita um liga√ß√£o entre os casos registados e a toma da vacina, contudo,¬†espera-se que "durante esta semana haja resultados"¬†sobre essa avalia√ß√£o. At√© ent√£o, os casos conhecidos foram discutidos a n√≠vel europeu, com a Ag√™ncia Europeia de Medicamentos (EMA) e as autoridades respons√°veis pelos planos nacionais de vacina√ß√£o, como √© o caso da DGS.

J√° Gra√ßa Freitas, diretora-geral da Sa√ļde, que tamb√©m esteve presente na confer√™ncia de imprensa, destacou que apesar das rea√ß√Ķes adversas reportadas serem "extremamente graves"¬†tamb√©m s√£o extremamente raras".¬† "Foram poucos casos em 17 milh√Ķes de doses"¬†da vacina, sublinhou Gra√ßa Freitas, que pediu √†s pessoas que receberam¬†esta vacina que se mantenham tranquilas.

"Se sentir mau estar persistente, durante alguns dias, sobretudo se for acompanhado de n√≥doas negras ou hemorragias cut√Ęneas, n√£o hesite e consulte um m√©dico", alertou.¬†

Questionada sobre o que vai acontecer a quem tomou a primeira dose deste fármaco, Graça Freitas disse que a administração da segunda dose deve ocorrer "daqui a bastante tempo ainda". Nesse intervalo de tempo, a DGS espera que a Agência Europeia de Medicamento (EMA) e as agências nacionais cheguem a uma conclusão. "Vamos aguardar tranquilamente", sublinhou. 

"A vacina tem muitas semanas de intervalo entre a primeira e a segunda dose. Neste momento n√£o est√£o pessoas em Portugal em condi√ß√Ķes de lhes ser administrada a segunda dose. V√£o ter mais do que tempo para que toda esta situa√ß√£o fique esclarecida. E se tiverem de fazer a segunda dose ser√° feita com toda a seguran√ßa", afirmou.

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force para a vacinação contra a covid-19, acabou por anunciar o adiamento da vacinação do pessoal docente e não docente do pré-escolar e primeiro ciclo, sendo esta a principal consequência desta interrupção.

"Os planos que já estavam em execução foram postos em pausa a partir de hoje à tarde", disse.

Prevê-se que a primeira fase de vacinação esteja terminada no próximo mês de abril, uma vez que vacinação com as outras vacinas vai continuar.

A vacina da AstraZeneca estava destinada não só aos professores, como também aos utentes com mais de 50 e até 80 anos com comorbilidades. Esses utentes deverão receber as vacinas da Pfizer e da Moderna, adiando por cerca de duas semanas o seu processo de vacinação.

O presidente do Infarmed acabou por revelar que em Portugal¬†foram registados dois casos de tromboembolismo, mas s√£o "distintos"¬†dos que "motivaram esta recomenda√ß√£o". "S√£o de perfil cl√≠nico diferente"¬†e "s√£o situa√ß√Ķes que est√£o em recupera√ß√£o", destacou.¬†

Até que haja uma conclusão sobre a segurança da vacina da farmacêutica anglo-sueca, Portugal vai manter as vacinas da AstraZeneca em armazém. Henrique Gouveia e Melo adiantou que foram administradas cerca de 400 mil vacinas e vão ficar em armazém cerca de 200 mil.

"N√£o s√£o vacinas desperdi√ßadas", frisou Gra√ßa Freitas, que voltou a dizer que¬†esta decis√£o "√© para dar seguran√ßa √†s pessoas"¬†e pedindo¬†que "mantenham a confian√ßa nas institui√ß√Ķes".¬†