Notícias ao Minuto ⸱ 2mês atrás ⸱ Abrir

O excedente do comércio de bens recuou, em agosto, para os 4,8 mil ME na zona euro e o défice da União Europeia (UE) aliviou para os cinco mil ME, face ao mesmo mês de 2020, segundo o Eurostat.


De acordo com o gabinete estatístico europeu, a zona euro registou um excedente no comércio externo de bens de 4,8 mil milhões de euros (ME), contra o de 14,0 mil milhões de euros do mês homólogo de 2020.

As exportações de bens da zona euro para o resto do mundo foram de 184,3 mil milhões de euros em agosto, um aumento homólogo de 18,2% (155,9 mil milhões de euros).

As importações de países fora do bloco europeu, por seu lado, foram de 179,5 mil milhões de euros, um aumento de 26,6% em comparação com agosto de 2020 (141,8 mil milhões de euros).

Segundo o Eurostat, a UE registou um défice de 5,0 mil milhões de euros no seu comércio internacional de mercadorias em agosto, um recuo face ao de 10,8 mil milhões de euros homólogos.

As exportações extra-UE de bens ascenderam a 164,7 mil milhões de euros em agosto, mais 18,0% em comparação com o mesmo mês de 2020 (139,6 mil milhões de euros).

As importações do resto do mundo foram de 169,8 mil milhões de euros, mais 31,8% do que no mês homólogo (128,8 mil milhões de euros).

A China, os Estados Unidos e o Reino Unido são os principais parceiros comerciais da UE.

Leia Também: FMI vê dívida portuguesa nos 130,8% do PIB e défice nos 4,8% este ano