Rtp ⸱ 1m atrás ⸱ Abrir

Milhares de pessoas saíram hoje à rua na cidade da Beira, centro de Moçambique, para acompanhar as cerimónias fúnebres de Daviz Simango, presidente do município e líder do Movimento Democrático de Moçambique (MDM).


Um cortejo percorreu alguns bairros daquela que é historicamente a segunda principal cidade do país depois da capital, Maputo, com meio milhão de habitantes.

O corpo de Daviz Simango permaneceu em câmara ardente num recinto montado na Praça do Município da Beira e será sepultado no sábado no cemitério de Santa Isabel, na mesma cidade.

O presidente do terceiro partido parlamentar da oposição moçambicana morreu na segunda-feira, aos 57 anos, na África do Sul, vítima de doença.

O Governo moçambicano aprovou na terça-feira uma resolução para a realização de um funeral oficial.

Segundo informação avançada pelo MDM, Simango sofreu uma paragem cardíaca que lhe provocou a morte, depois de estar internado numa unidade de saúde sul-africana para onde foi transportado devido a doença súbita em 13 de fevereiro.