Sol âž± 6 meses atrĂĄs âž± Abrir

A queda nas vendas foi maior na América (10,1%), enquanto na Europa e no Magrebe a contração foi de 5,8%, e na Ásia e África a redução foi de 6,3%.


O lucro da Nestlé caiu 3% em 2020, para 11200 milhÔes de euros, face ao ano anterior, num ano em que a pandemia modificou os håbitos de consumo a nível mundial, revelou hoje a multinacional suíça.

As vendas da Nestlé atingiram os 77 mil milhÔes de euros no ano passado, menos 8,9% na comparação com o ano fiscal anterior, disse o grupo empresarial em comunicado.

A queda nas vendas foi maior na América (10,1%), enquanto na Europa e no Magrebe a contração foi de 5,8%, e na Ásia e África a redução foi de 6,3%.

Para este ano, a Nestlé espera alcançar um crescimento global das suas vendas na ordem dos 5%.

“A pandemia nĂŁo nos travou. A experiĂȘncia em nutrição, capacidade digital, estrutura descentralizada e espĂ­rito inovador ajudaram-nos a adaptarmo-nos rapidamente Ă s novas tendĂȘncias de consumo", salientou o presidente executivo da NestlĂ©, Mark Schneider, citado no comunicado.

As medidas para combater a pandemia fizeram com que aumentasse o crescimento das vendas no negĂłcio de ‘pet food’, Purina PetCare, alĂ©m de se ter registado um aumento notĂĄvel nos produtos lĂĄcteos e cafĂ©, como Nespresso ou NescafĂ©, o que revelou a existĂȘncia de uma procura crescente.

Com a pandemia aumentou igualmente a procura de alimentos para consumo em casa, o que beneficiou os produtos nutricionais da multinacional, apesar da venda de ĂĄgua engarrafada e de doces se ter contraĂ­do, salientou a multinacional.