Jornal I ‚łĪ 1m atr√°s ‚łĪ Abrir

Notícia da suspensão do fármaco já tinha sido avançada pelo i. Coordenador da task force para a vacinação contra a covid-19 anunciou ainda o adiamento da vacinação dos professores. Portugal vai manter 200 mil vacinas da AstraZeneca em armazém. Responsáveis adiantaram que por cá se registaram dois casos de tromboembolismo, mas "distintos dos que motivaram" esta suspensão. 


Rui Santos Ivo, presidente do Infarmed, confirmou, esta segunda-feira, que o Infarmed e a Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde (DGS) decidiram¬†suspender temporariamente a vacina√ß√£o contra a covid-19 com o f√°rmaco da AstraZeneca. A not√≠cia j√° tinha sido avan√ßada esta tarde pelo jornal i.¬†

Segundo o respons√°vel, a decis√£o teve¬†por base o princ√≠pio da "precau√ß√£o em sa√ļde p√ļblica"¬†e¬†surge ap√≥s casos de "rea√ß√Ķes adversas reportadas em v√°rios pa√≠ses europeus". Rui Santos Ivo explicou ainda que, at√© agora, n√£o foi feita um liga√ß√£o entre os casos registados e a toma da vacina, contudo,¬†espera-se que "durante esta semana haja resultados"¬†sobre essa avalia√ß√£o. At√© ent√£o, os casos conhecidos foram discutidos a n√≠vel europeu, com a Ag√™ncia Europeia de Medicamentos (EMA) e as autoridades respons√°veis pelos planos nacionais de vacina√ß√£o, como √© o caso da DGS.

J√° Gra√ßa Freitas, diretora-geral da Sa√ļde, que tamb√©m esteve presente na confer√™ncia de imprensa, destacou que apesar das rea√ß√Ķes adversas reportadas serem "extremamente graves"¬†tamb√©m s√£o extremamente raras".¬† "Foram poucos casos em 17 milh√Ķes de doses"¬†da vacina, sublinhou Gra√ßa Freitas, que pediu √†s pessoas que receberam¬†esta vacina que se mantenham tranquilas.

"Se sentir mal¬†estar persistente, durante alguns dias, sobretudo se for acompanhado de n√≥doas negras ou hemorragias cut√Ęneas, n√£o hesite e consulte um m√©dico", alertou.¬†

Questionada sobre o que vai acontecer a quem tomou a primeira dose deste fármaco, Graça Freitas disse que a administração da segunda dose deve ocorrer "daqui a bastante tempo ainda". Nesse intervalo de tempo, a DGS espera que a Agência Europeia de Medicamento (EMA) e as agências nacionais cheguem a uma conclusão. "Vamos aguardar tranquilamente", sublinhou. 

"A vacina tem muitas semanas de intervalo entre a primeira e a segunda dose. Neste momento n√£o est√£o pessoas em Portugal em condi√ß√Ķes de lhes ser administrada a segunda dose. V√£o ter mais do que tempo para que toda esta situa√ß√£o fique esclarecida. E se tiverem de fazer a segunda dose ser√° feita com toda a seguran√ßa", afirmou.

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force para a vacinação contra a covid-19, acabou por anunciar o adiamento da vacinação do pessoal docente e não docente do pré-escolar e primeiro ciclo, sendo esta a principal consequência desta interrupção.

"Os planos que já estavam em execução foram postos em pausa a partir de hoje à tarde", disse.

Prevê-se que a primeira fase de vacinação esteja terminada no próximo mês de abril, uma vez que vacinação com as outras vacinas vai continuar.

A vacina da AstraZeneca estava destinada não só aos professores, como também aos utentes com mais de 50 e até 80 anos com comorbilidades. Esses utentes deverão receber as vacinas da Pfizer e da Moderna, adiando por cerca de duas semanas o seu processo de vacinação.

O presidente do Infarmed acabou por revelar que em Portugal¬†foram registados dois casos de tromboembolismo, mas s√£o "distintos"¬†dos que "motivaram esta recomenda√ß√£o". "S√£o de perfil cl√≠nico diferente"¬†e "s√£o situa√ß√Ķes que est√£o em recupera√ß√£o", destacou.¬†

Até que haja uma conclusão sobre a segurança da vacina da farmacêutica anglo-sueca, Portugal vai manter as vacinas da AstraZeneca em armazém. Henrique Gouveia e Melo adiantou que foram administradas cerca de 400 mil vacinas e vão ficar em armazém cerca de 200 mil.

"N√£o s√£o vacinas desperdi√ßadas", frisou Gra√ßa Freitas, que voltou a dizer que¬†esta decis√£o "√© para dar seguran√ßa √†s pessoas"¬†e pedindo¬†que "mantenham a confian√ßa nas institui√ß√Ķes".¬†