Jornal I ‚łĪ 13d atr√°s ‚łĪ Abrir

A queixa foi apresentada por uma jovem atriz e bailarina, em agosto de 2018, que acusava o ator de 72 anos de ter abusado sexualmente em duas ocasi√Ķes, em Paris, entre os dias 07 e 13 de agosto daquele ano.


O ator francês, de 72 anos, Gérard Depardieu foi indiciado, a 16 de dezembro de 2020, de violação e agressão sexual sobre uma jovem atriz. Alegadamente, os crimes foram cometidos no verão de 2018 e são contestados pelo próprio, releva a Agência France Presse (AFP) esta terça-feira.

O processo vai avançar, admitiu uma fonte próxima do caso e foi confirmada por uma fonte judicial à AFP.

A queixa foi apresentada por uma jovem atriz e bailarina, em agosto de 2018, que acusava o ator de 72 anos de ter abusado sexualmente em duas ocasi√Ķes, em Paris, entre os dias 07 e 13 de agosto daquele ano.

Em junho de 2019, o Ministério Publico francês encerrou a investigação preliminar, defendendo que esta “não permitiu caracterizar os delitos denunciados em todos os seus elementos constitutivos", contudo a vitima apresentou recurso e em outubro de 2020 foi reaberto o processo.

O advogado de G√©rard Depardieu negou, em 2018, "categoricamente qualquer agress√£o sexual e viola√ß√£o". Contactado pela AFP, hoje o advogado do ator lamentou¬†o facto de que esta informa√ß√£o "se tenha tornado p√ļblica".

Gérard Depardieu, que esteve sempre em liberdade sem qualquer controlo judiciário, "contesta totalmente os factos de que é acusado", repetiu o seu advogado.

Vida ‚łĪ Cultura ‚łĪ G√©rard Depardieu ‚łĪ viola√ß√£o ‚łĪ crime