Eco ⸱ 22d atrás ⸱ Abrir

Chirstine Lagarde defende que o aumento dos preços da energia é uma matéria que deve ser tratada numa "base coordenada da UE", dado que isso permitiria alcançar um melhor preço no mercado.


A presidente do Banco Central Europeu (BCE) defende que os países da União Europeia devem coordenar-se para negociar a compra de energia, dado que isso permitiria alcançar um melhor preço no mercado, segundo o El País (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Chirstine Lagarde aponta que o preço da energia “tem sido uma preocupação nas últimas semanas” e deverá continuar a sê-lo “nas próximas semanas”. Não obstante, a presidente do BCE considera que o aumento dos preços da energia é uma matéria que deve ser tratada pelas “autoridades fiscais” numa “base coordenada da UE”, o que permitiria que exista um maior “poder de mercado” na negociação de preços e propostas, defendeu na Comissão de Assuntos Económicos do Parlamento Europeu esta segunda-feira.

Nesse contexto, a responsável lembra que as vices-presidentes do governo espanhol Teresa Ribera e Nadia Calviño já endossaram a Bruxelas uma proposta nesse sentido. “Acho que é uma das sugestões feitas por um dos Estados-Membros à Comissão Europeia e provavelmente poderia equilibrar outras forças de mercado que estão aqui em jogo”, apontou Largarde. Esta sugestão surge numa altura em que estão a ser registados recordes no mercado grossista de eletricidade na Península Ibérica.