Rtp ⸱ 3d atrás ⸱ Abrir

A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia apoia a advertência feita pela Comissão Europeia aos Estados-membros que não respeitam a abordagem comum à gestão da livre circulação em tempo de pandemia e impõem restrições desproporcionadas.


A Comissão enviou cartas a seis Estados-membros a advertir para as consequências de decisões que não respeitem as indicação dos 27.

Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Hungria e Suécia, estão a aplicar medidas mais restritivas do que as recomendadas pela União Europeia.

Estes países têm 10 dias para responder ao pedido de explicações da Comissão Europeia.

A correspondente da Antena 1 em Bruxelas, Andrea Neves, dá conta do que está em causa.

Mundo ⸱ COVID-19