Notícias ao Minuto ⸱ 2mês atrás ⸱ Abrir

A bolsa nova-iorquina fechou hoje sem orientação, com os investidores desestabilizados por uma criação de emprego dececionante nos EUA no setor privado, e preocupados com a variante delta do novo coronavirus e a Reserva Federal (Fed).


Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average perdeu 0,92%, para os 34.792,67 pontos, tal como o alargado S&P500 que, depois de ter fixado um recorde na véspera, recuou 0,46%, para as 4.402,66 unidades.

Já o Nasdaq avançou 0,13%, para os 14.780,53 pontos.

"Os investidores estiveram a digerir os dados económicos mitigados, nomeadamente um relatório dececionante sobre o emprego, que colocou em primeiro plano as inquietações sobre o pico do crescimento e dos lucros", estimaram os analistas da Schwab.

As criações de emprego no setor privado em julho, segundo o inquérito mensal da firma ADP, foram menos de metade do que se esperava, situando-se em 330 mil.

Os comentários do vice-presidente da Fed, Richard Clarida, indicando que a redução da compra de ativos pela instituição, portanto, uma diminuição do seu apoio à economia, poderia começar já este ano, se a economia o permitir, também arrefeceram os investidores.

Nove dos 11 setores do S&P500 fecharam em perdas, a começar pelo da energia (2,93%), no seguimento do recuo das cotações do petróleo, depois de uma subida inesperada dos stocks de petróleo dos EUA, sinal negativo para a procura petrolífera e, logo, para a atividade económica.

Para Gregori Volokhine, da Meeschaert Financial Services, os investidores estão com a sensação de que "os bons dias já passaram".

Na sua opinião, "os investidores estão a punir até as empresas que conseguem surpreender, mesmo muito, na apresentação dos seus resultados".

Isto, adiantou Volokhine, "quer dizer que os investidores consideram que se chegou a um máximo de boas notícias, a um pico ao nível de lucros, o que anuncia dias mais difíceis".

Sobre as ações do dia, o construtor automóvel General Motors perdeu 8,79%, depois de apresentar uma previsão de lucros anuais abaixo das expectativas. Para mais, a GM espera a continuação das dificuldades de abastecimento em semicondutores.

O título da plataforma de corretagem em linha Robinhood, introduzido em bolsa na semana passada, foi objeto de uma intensa volatilidade. Acabou o dia em alta de 50,41%, depois de ter chegado a ter a transação suspensa, por várias vezes no início da sessão, quando valorizava 85%.

Leia Também: Wall Street negoceia sobretudo em baixa após dados do emprego

Economia ⸱ Mercado

Artigos relacionados